segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Novo comercial da Marisa ou "Muito barulho por nada"

Na edição número 3 da saudosa revista de ficção científica Isaac Asimov Magazine tem um conto muito bacana escrito pela americana Connie Willis chamado "Muito barulho por nada". Nele uma professora de literatura inglesa tem dificuldade de passar para seus alunos textos de Shakespeare. Entre protestos como o da "Liga Contra os Adoradores de Satã", "Força-Tarefa Contra a Falta de Familiaridade com os Clássicos da Literatura." ou mesmo "Liga de Defesa dos Direitos da Mulher", "Ordem dos Advogados", "Associação dos Agentes Funerários", "União das Mães contra os Travestis", "Movimento Nacional Contra as Frases Interrogativas" e outras associações que protestavam contra trechos, personagens, palavras e ideias do escritor inglês. No fim, não sobrava nada para ensinar porque tudo foi censurado.

Será que finalmente chegamos a esse futuro?

Novamente o alvo da polêmica é mais um comercial da Marisa. De acordo com o site Admnistradores, o filme está sendo alvo de polêmicas. Mas será que era pra ser tanto?



Um das ferramentas da propaganda é se apossar de fatos e comportamentos reais do público. A AlmapBBDO novamente foi certeira em encontrar um ponto muitas vezes negado pela maioria da mulheres: que elas fazem sacrifícios para ficarem mais bonitas.

Negar essa natureza inerente do ser humano - e olha que eu não estou excluíndo os homens dessa equação, ok? - é assumir uma hipocrisia absoluta.

Já comentei aqui antes sobre um outro filme da Marisa. Parece que a coisa só piora com o tempo.

Daqui a pouco seremos tão imbecis como os personagens do filme "God Bless America". Mas aí, chegar a esse extremo é algo que ninguém quer.

Ou será que já estamos assim?
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...