sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Como as coisas mudam ou o que era hype hoje amanhã não é mais

Vejam só vocês. Hoje, sexta-feira, começam as vendas o Iphone, o celular-computador da Apple, no Brasil(vejam aqui, para mais detalhes). Tem muita gente que vai vender o carro para ter um por se sentirem maravilhados pela tecnologia apresentada. Na época do lançamento da primeira versão do Iphone, que ainda não era 3G, em mais um de seus famosos showcases, Steve Jobs empolgou uma platéia de geeks que sentiram pela novidade uma reverência quase religiosa, fetichista até. É só ver a quantidade de gritos histéricos proferidos. Tudo isso por causa de um celular. Tudo isso por causa da Apple. É o poder da marca na sua mais completa tradução.

Mas, vendo tudo isso por uma ótica diferente. Acho que o desejo das pessoas pelos gadgets modernos depende de uma mudança no comportamento delas mesmas. Explico. Vendo esse showcase antigo da Apple por ocasião do lançamento do Macintosh, em 1984, vemos a mesma histeria coletiva, o mesmo fanatismo fetichista por um produto. Um computador. Vendo esse vídeo abaixo, a gente não acredita o quanto a tecnologia saltou em vinte anos. O velho Macintosh, coitado, ficou velho e é ridículo ver sua funções, à luz das novas tecnologias, em comparação com seus semelhantes atuais, como essa especie de computador móvel, o Iphone.

Fico pensando se, daqui a alguns anos, num distante ano de 2028, como é que vamos olhar para esse Iphone que acaba de sair para o Brasil. Será que com um sentimento parecido com que olhamos para o passado?

update: dica do Merigo, no Twitter: Famosos comparecem ao evento da Vivo para tascar o novo Iphone de brinde e se dão mal. Hilário!!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...